Destino para Viagens – Fernando de Noronha
20 mar

Destino para Viagens – Fernando de Noronha

O Arquipélago de Fernando de Noronha pertencente ao estado brasileiro de Pernambuco, é composto por vinte e uma ilhas numa extensão de 26 km², tendo sua maior e principal ilha, como a única ilha habitada do arquipélago que também leva o nome de Fernando de Noronha. As demais ilhas do arquipélogo estão contidas na área do Parque Nacional Marinho e são desabitadas, só podendo ser visitadas com licença oficial do IBAMA.

City Tour em Belo Horizonte
City Tour em Sabará – MG
City Tour em Ouro Preto e Mariana
Aluguel de Vans em BH

Considera-se como data oficial do descobrimento de Fernando de Noronha o dia 10 de agosto de 1503, a partir dos registros documentais existentes do navegador e escritor Florentino Américo Vespúcio. O arquipélago surgiu há aproximadamente 12 milhões de anos, através de uma série de erupções vulcânicas, e foi a primeira capitania hereditária do Brasil.

Dividida entre dois mares, o de dentro (entre o Brasil e a Ilha) e o de fora (entre a ilha e a África) as belezas naturais de Noronha encantam a todos que aqui passam. Com praias paradisíacas, passeios de barcos, aluguel de bugue, trilhas e restaurantes típicos, a ilha também oferece um incrível cenário para a prática de esportes aquáticos como o surf e o mergulho de cilindro. Com apenas 17km² quadrados na ilha principal, Noronha, possui a segunda menor BR do Brasil com 7 quilômetros de comprimento.

COMO CHEGAR

O Arquipélago está a 291 milhas náuticas de Recife e a cerca de 200 milhas náuticas de Natal. Assim sendo, só é possível chegar de avião ou por mar. Existem voos diários para a ilha partindo de Recife e Natal. Duas companhias aéreas fazem o trecho: Azul e Gol. E acredite, antes de pousar, você já estará apaixonado pelo lugar.

Se você estiver em outras cidades, será preciso fazer uma conexão nesses aeroportos e só aí pegar um avião para o destino final: Fernando de Noronha. O tempo de voo é em média uma hora. Para ter uma visibilidade melhor do paraíso, tente marcar seu assento do lado esquerdo do avião na ida e direito na volta. A vista lá de cima é incrível!

Ir navegando também é uma opção. É possível ir a bordo de cruzeiros turísticos que tem Noronha como uma de suas paradas. O preço e duração da viagem dependem da empresa que opera o passeio.

Para os que pretendem se aventurar em barcos particulares ou veleiros, fique atento às documentações e autorizações necessárias para ancorar na ilha e evite os meses de ondas. Não importa por qual meio você escolha ir, o importante é que todos levam a Fernando de Noronha.

TAXA DE ANCORAGEM POR DIA OU FRAÇÃO, SEM MOVIMENTAÇÃO DE MERCADORIA
Para embarcações de : Passeio, mergulho, veleiro, iates, etc.
comprimento da embarcação valor em R$
Até 5m (cinco metros) 56,80
Entre 5m e 10m (cinco e dez metros) 84,91
Acima de 10m (dez metros) 226,40

COMO SE LOCOMOVER

Para os mais dispostos, Fernando de Noronha proporciona lindas caminhadas. No entanto, mesmo sendo uma ilha pequena, não dá para fazer tudo andando. Entre um destino e outro o caminho pode ser bem longo, sendo mais vantagem usar um dos meios de transportes do Arquipélago.

Para quem quer conforto e praticidade, a melhor opção é alugar um carro, buggy ou moto em uma das diversas locadoras da ilha. É a maneira mais rápida de se locomover. Você economizará um bom tempo. O custo da diária depende do modelo escolhido e da época do ano. Antes de alugar, peça pra ver o automóvel e se certifique de que ele está em bom estado. Lembre-se: o único posto de gasolina funciona de segunda a sábado das 8 às 19h e aos domingos e feriados das 8 às 17h.

Ah, e não se espante se alguém lhe pedir uma caroninha. É comum na ilha!

O transporte público funciona todos os dias das 5 às 22 horas. A passagem do ônibus custa R$3,10 independente da distância a ser percorrida. Normalmente o ônibus passa a cada 30 minutos. Tempo que ele leva para ir do Porto até a Baía do Sueste. Esta é a opção mais econômica ao visitante, porém é indicado para lugares de fácil acesso. Os ônibus param próximos a BR e para chegar a algumas praias é preciso continuar o caminho por trilha. Ótima opção para quem gosta de caminhar.

Taxis também podem quebrar um galho. Excelente para quem não está a fim de dirigir! A tabela é fixa, não há taxímetro. Se você for para alguma praia onde o sinal telefônico seja ruim, o ideal é marcar um horário para o taxista pegar você em um local combinado. Dessa forma, você não corre o risco de ficar sem ter como voltar. O telefone da Noronha Taxis – Nortax é: 81.3619-1314.

Para os que curtem uma aventura, é possível encontrar bicicletas disponíveis gratuitamente. Mesmo o terreno da ilha sendo cheio de altos e baixos, o passeio é lindo e permite observar detalhes que a velocidade dos carros deixa escapar.

Agora que você já sabe todas as opções de como circular por Noronha, é só escolher uma para desbravar o que tem de melhor por lá.

QUANDO VIAJAR

A ilha é linda o ano inteiro. Em Fernando de Noronha, o clima é sempre agradável. A temperatura média é de 28 graus e tem basicamente duas estações: uma seca, de setembro a março, e outra chuvosa, de abril a julho.

O “inverno” é caracterizado por chuvas esporádicas, intercaladas por sol intenso. É nessa época que aparecem as cachoeiras, o mar acalma e a ilha floresce. O mar fica uma verdadeira piscina infinita. Os mergulhadores adoram! Com o mar de dentro calmo, a visibilidade embaixo d’água chega a 50 metros.

Em novembro começa a temporada de ondas, que se estende até meados de abril. A ilha fica mais agitada. Janeiro e fevereiro são os meses quando as melhores ondas são formadas e é nessa época que acontecem os campeonatos de surf.

Não tem tempo ruim para viajar para Noronha. Escolha a melhor época para você.

O QUE LEVAR

Planejando viajar para Fernando de Noronha e não sabe o que levar na mala? Relaxa, vamos te ajudar a não esquecer nada.

Protetor Solar: faça chuva ou faça sol, tenha sempre um protetor por perto.

Chapéus, Bonés e Óculos de sol: a exposição ao sol é intensa. As praias não têm muitas sombras pra você se abrigar, por isso, toda proteção é bem vinda.

Máscara e Snorkel: se pretende conhecer o mundo submerso que existe na ilha, esses dois itens são indispensáveis. Mas caso prefira, pode alugá-los em Noronha. O kit completo (máscara, snorkel e nadadeira) custa em média R$20,00.

Calçados: As ruas e trilhas podem ser irregulares, por isso, use calçados confortáveis. Rasteiras e tênis são o suficiente. Sapatos próprios para água e trilhas também podem ser úteis. Mulheres: esqueçam os saltos!

Roupas: invista em roupas leves. Noronha é descontraído e até os lugares mais sofisticados da ilha comportam uma roupa mais despojada. Para as mulheres: vestidinhos, saias, shorts, blusinhas… Para os homens: bermudas e blusas são o suficiente. Leve um casaquinho, à noite pode esfriar um pouco e em alguns lugares o vento pode aparecer. Cangas são uma excelente opção para estender na praia e fazer às vezes das cadeiras. Blusas com proteção UVA/UVB são um ótimo investimento. Depois de algum tempo na água, o protetor acaba saindo.

Roupas de banho: Sunga, calção de banho, biquínis, maiôs… Leve tudo! Lembre-se que você vai passar a maior parte do dia nas praias.

Repelente: afinal, a ilha é uma verdadeira reserva ecológica.

Remédios: alguns remédios são difíceis de achar na ilha. Principalmente se você faz uso de algum remédio específico, não conte com a sorte! Leve remédio para enjoo, pode ser útil nos passeios de barco. Depois de passar o dia na água salgada, seus olhos podem pedir por um colírio.

Máquina fotográfica: É um pecado ir pra Noronha e não registrar todos os momentos. As máquinas subaquáticas também são importantes, mas se não tiver uma é possível alugar na ilha por um preço médio de R$50,00 a diária.

Dinheiro: alguns lugares não aceitam cartões. Há uma agência do Banco do Brasil e outra do Bradesco. No aeroporto também tem caixas 24h. Mas por via das dúvidas, é bom levar do continente.

Se faltar alguma coisa na mala, não se preocupe. A ilha tem de tudo um pouco. E por fim, o mais importante: leve animação e alegria!

PARQUE NACIONAL MARINHO

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha é o responsável por manter o ecossistema conservado e protegido na ilha. Administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, o parque engloba 2/3 da ilha principal e todas as ilhas secundárias.

A visitação é controlada e o pagamento da taxa é essencial. O ingresso, individual e intransferível, dá acesso a todas as áreas de visitação pública, suas trilhas e praias. Entre elas, a trilha e acesso para a praia mais bonita do mundo: o Sancho. Apreciar a vista do mirante já vai fazer valer à pena o investimento. Outras praias como o Sueste, Leão e Caieira também estão inclusas na área do ParNaMar. Para os que pretendem fazer o passeio de barco, é preciso apresentar a carteirinha que comprova o pagamento antes de embarcar.

O ingresso é válido por 10 dias e custa R$ 178,00 para estrangeiros e R$89,00 para brasileiros. Tem mais de 60 anos ou menos de 11? Fica tranquilo! Você está isento do pagamento, mas mesmo assim, deve ir ao posto pegar o cartão de acesso. Esse cartão é exigido na entrada dos diferentes pontos de visitação do parque. Não se preocupe se você esquecê-lo. Acontece! Após o cadastro, apenas com o seu CPF, eles já conseguem liberar sua entrada no parque.

A compra pode ser feita em três locais:

  • • Quiosque da Econoronha na Praça Flamboyant (diariamente das 8 às 22h);
  • • Centro de Visitantes ao lado do Projeto Tamar (diariamente das 8 às 22h);
  • • Posto de Informação e Controle da trilha Golfinho-Sancho (diariamente das 8 às 18:30).

fonte: lugaresparasair.com

, , , , ,

Comments (No Responses )

No comments yet.

Deixe uma resposta

Locação de Van em BH | Aluguel de Micro Ônibus Em BH © Direitos Reservados. 2019

Desenvolvido Iventy Digital - Marketing Digital: SEO em BH - Criação de Sites BH